Land Rover (1948 - 1985)

Breve história


A construção do 1.º veículo automóvel Rover dá-se em 1904, anteriormente destinava-se a bicicletas e triciclos ("Rover Cycle Company Limited"). Passados dois anos, 1906, a
produção da Rover passa a ser exclusivamente de veículos automóveis e passa a denominar-se de "Rover Company Limited". Nos anos 20 já estava establecida como uma das mais importantes construtoras de veículos automóveis Britânicas. Mas a expansão ao nível da produção foi tão rápida que nem as vendas nem a qualidade puderam acompanhar essa expansão, entra no período de grandes dificuldades financeiras. Em 1929 Spencer Wilks é admitido com vista a alterar radicalmente a situação. Torna-se director da Rover, e Maurice Wilks (engenheiro projectista com grande experiência), seu irmão, junta-se ao projecto em 1930. O sucesso foi estrondoso! Em 1936 a companhia foi convidada a entrar no sistema de "Fábricas-Sombra" do Ministério do Ar - fábricas construídas pelo Governo Britânico, operadas por um construtor automóvel e destinadas à produção de motores para aviação.

Nasce o 1.ºLandRover
 Modelo da Série II
Modelo da Série II

Nos anos 40, após a IIª Grande Guerra mundial, Maurice Wilks apercebe-se da
dificuldade de substituição do seu Jeep norte-Americano. É então que a marca decide criar um utilitário tão valente quanto Robusto, com a
particulariedade de empregar uma liga de alumínio chamada Birmabright. é então que nasce o Land Rover!
De dimensões bastante similares às do Jeep, o
primeiro protótipo tinha três lugares e volante central. O modelo de Produção foi lançado no salão de Amsterdã, em Abril de 1948.
Com enteeixos de
2,03m e motor de 1,6 litros a gasolina, era um veículo simples, robusto e fiável. De tracção 4X4, mas com havia de Roda-livre para o eixo dianteiro, e
os faróis estavam protegidos atrás da grade. Três anos depois o seu motor passaria a 2,0 litros em 1954 recebia um entreeixos mais longo (2,18m), com
uma opção de 2,71m.
Série I
Série I

O Land Rover fez tanto sucesso que durante décadas vendiam tantos Jipes como os que podiam
produzir! Muitos deles(dos primeiros anos)permanecem em actividade, sem corrosão e a esbanjar vitalidade.
Série I
Série I
Em 1958 chega a Série II, com produção de 1961 a 1971, com um melhoramento mais ao nivel do estilo;
A Série II-A, é considerada Clássica pelos
admiradores destes veículos, uma vez que apresenta correcções dos principais problemas sem alterar a sua essência.
Modelo de 1958
Modelo de 1958

Na II-B, os motores a gasolina e diesel crescem para 2,25 litros e, em 1962. No fim do anos 60 os faróis mudam da grade pra o
pára-lamas, devido à legislação de segurança e o motor chega a 2,6 litros.
A Pick Up
A Pick Up
A Série III sofre pequenas alterações
exteriores, é no seu interior que encontramos as maiores diferênças. Caracteriza-se, e destingue-se pela dianteira plástica, painel revestido com
acessórios concentrados atrás do volante, novas portas e capôt. A caixa de velocidades apresenta 4 mudanças sincronizadas.
Série III - Stage I
Série III - Stage I
Em 1979, a variante da Série III, a Stage I introduz os motores V8 de 3,5 Litros, utilizados pelo Range Rover - utilitário de luxo da
marca, lançado em 1970 - reduz a potência para 92 Cv, para uma maior estabilidade.
O Defender actual
O Defender actual
Esta série ficará no mercado
até 1985, altura em que a nova Geração inicia a sua produção - Defender 90&110. Esta tinha uma distância entreeixos de 2,35m, 2,79m e 3,22m, capota
rigida ou lona, versão Pick - Up, motores V8 3,5 Litros a gasolina e 2,5 Litros de 4 cilindros a gasolina ou diesel. Em 1998 o motor 2,5 litros
turbodiesel torna-se padrão na maioria dos mercados.
Modelo Militar da Série I
Modelo Militar da Série I

Ao longo dos anos o Land passou por várias crises da
Rover, mudou poquíssimo, mas ao que tudo indica parece apto a permanecer por muito mais anos no mercado Internacional, oferecendo Robustez, eficácia e
Valentia a todos os seus Fãs.

AS FOTOS DESTE BELO EXEMPLAR FORAM ENVIADAS POR UM COLECCIONADOR
© 2004-2020 InterClássico. Todos os direitos reservados. Cookies